A medida adotada pelo Banco Central conhecida como Open Banking tem sido utilizada como uma proposta de modernização do mercado financeiro. Esse sistema tem possibilitado a troca de informações muito importantes para que as operações possam ser feitas.

Essas medidas passam por diversas fases, e atualmente, estamos em uma nova etapa. Com isso, para que você entenda um pouco mais a respeito, trouxemos informações importantes para te auxiliar.

Confira a seguir:

O que é o Open Banking?

Bom, antes mesmo de saber sobre as etapas dessa medida adotada, é interessante entender como ela funciona.

Open Banking funciona como um conjunto de tecnologias que faz com que a troca de dados entre bancos e clientes seja possível. Geralmente, essas trocas de informações acontecem a partir de sistemas que já estão disponíveis nas instituições financeiras.

Assim que as solicitações dos dados dos clientes forem autorizadas, essas informações deverão ser compartilhadas. Lembrando que, todo esse compartilhamento de dados é consentido pelo próprio cliente.

Nova etapa de Open Banking

Como citado anteriormente, mesmo que essa tecnologia seja usada há alguns anos em outros países, no Brasil ela é mais recente. A primeira etapa de implementação foi feita em fevereiro de 2021, no primeiro dia do mês. Hoje, o Open Banking está na sua quarta etapa de implementação.

Essas etapas foram divididas em fases pelo Banco Central justamente para que tudo fosse feito da melhor maneira possível, sem que houvesse problemas durante a implementação e para que todas as dúvidas fossem tiradas.

1. Primeira etapa

Assim que o Open Banking chegou ao Brasil, os bancos começaram a passar as informações necessárias sobre os tipos de produtos e serviços que oferecem.

2. Segunda etapa

A segunda etapa contou com o começo da participação dos clientes nessa tecnologia. Assim, tanto pessoas físicas quanto jurídicas puderam fazer solicitações sobre os dados a serem compartilhados com as instituições financeiras participantes dessa medida.

3. Terceira etapa

A partir dessa etapa da implementação do Open Banking no Brasil, o compartilhamento dos serviços oferecidos pelas instituições financeiras começou a ser possível.

Se o cliente deseja fazer alguma operação relacionada a transações de crédito, por exemplo, novas soluções podem ser apresentadas a ele.

4. Quarta etapa

A quarta etapa, e a mais nova do Open Banking, possui o objetivo de compartilhar não só informações sobre serviços e produtos oferecidos pelas instituições bancárias, mas também dados de seguros, investimentos e outras operações.

Ou seja, a partir dessa nova etapa do Open Banking, é possível que informações mais complexas sejam compartilhadas. Assim, as condições sobre os serviços e produtos podem ser melhores, tanto para as instituições financeiras, quanto para o cliente.

Por ser uma etapa nova do Open Banking dentro dessa medida adotada pelo Banco Central, é interessante sempre procurar conversar com um especialista sobre o assunto.